Nutrição e saúde renal

Atualmente, as complicações renais atingem 10% da população mundial.
download

Nutrição e saúde renal

A saúde renal é um tema bem polêmico na nutrição. Atualmente, as complicações renais atingem 10% da população mundial. Se este número não impressiona, o que dizer então sobre o fato de que 120 mil brasileiros fazem hemodiálise e que, apenas no Estado de São Paulo, outras 9.271 aguardam por tratamento. Ainda podemos adicionar que a maioria desses pacientes possuem hipertensão e diabetes tipo 2, itens clássicos da síndrome metabólica e facilmente encontrados na população..

Tirando drogas ilícitas, medicamentos, doenças hereditárias ou outros pontos externos, qual o principal item nocivo relacionado à lesão renal? De forma resumida e indo direto ao assunto (apesar de existir outros fatores) é o açúcar: sim, ele mesmo! Por ser rico em glicose e frutose, mantém a glicemia constantemente alterada, excesso de insulina e provocando “glicação”, que seria nada menos que esse açúcar se depositar em proteínas, nesse caso, estruturas dos rins gerando inflamação e perda de capacidade de filtração.

Além disso, esse açúcar em excesso consequentemente fará sua aldosterona (hormônio que regula eletrólitos, volume de sangue e pressão arterial) subir, ou seja, maior retenção de sódio e fluidos corporais. Isso significa aumento de pressão arterial. Isso quer dizer que excesso de açúcar tem muito mais relação com a causa da hipertensão do que o sal. Depois que o quadro está instalado, o sal até pode ajudar a piorar, pois mais sódio está entrando. Mas quem começa tudo é o açúcar!

Por isso, uma dieta baixa em carboidrato é extremamente eficaz para todos os quadros citados acima, inclusive pessoas com problemas renais. E as proteínas? Em pessoas saudáveis, a proteínas não têm NENHUMA relação com lesão renal. Apenas pessoas que já possuem alguma lesão devem sim se preocupar em controlar essas quantidades. E vale lembrar que diminuir ou zerar carboidrato não significa aumento de proteínas. São coisas diferentes e o certo seria aumentar os vegetais! Comam mais comida e menos produtos industrializados.

Categorias
Saúde

Graduado em Nutrição e Dietética Especialista em Fisiologia, Bioquímica, Treinamento e Nutrição Desportiva - UNICAMP - LABEX Pós Graduado em Nutrição Ortomolecular e Nutrigenômica - FAPES Formado em Professional & Personal Coach pela SBC (Sociedade Brasileira de Coach)

Relacionado

  • medida-barriga-620x330

    TAXA METABÓLICA BASAL E EMAGRECIMENTO

    Você já ouviu falar em taxa metabólica basal (TMB)? De uma forma mais direta, ela representa a quantidade mínima de energia que o corpo precisa para manter as funções...
  • erros-comum-para-quem-quer-emagrecer

    TAXA METABÓLICA BASAL E EMAGRECIMENTO

    Você já ouviu falar em taxa metabólica basal (TMB)? De uma forma mais direta, ela representa a quantidade mínima de energia que o corpo precisa para manter as funções...
  • emagrecer-rapido-dicas-e-receitas-para-perder-peso-com-saude

    Como emagrecer rápido e fácil!

    Se esse título te chamou atenção, saiba que você não está sozinho e que pode ser mais um em busca de resultado rápido e efetivo com tratamentos “milagrosos”. Pessoas...
  • 123

    As flores no processo de cura

    As flores além da beleza, diversidade em espécies, cores e aromas também são excelentes remédios e foi essa a descoberta que originou um novo método de cura naturalista elaborada...